Ele e a cidade.

A sola do seu antigo all-star maltratava o áspero asfalto sempre que ele dava mais um passo, e adicionava mais um kilômetro, metro ou centímetro à sua vida. A desgastada vida que levava desde que saiu de casa, procurando independência e pensando poder usufruir do livre-arbítrio. Não demorou muito até descobrir que o mesmo não existe, não sempre.

A sede de revolução, o desejo de mudança, a necessidade de evolução! A igualdade não é uma realidade, mas os jovens sonham. E têm o excesso de energia suficiente para confrontar aqueles que defrontam suas fantasias.

Já passava da meia-noite e ele desfilava sozinho pelas ruas, revoltando-se contra o atual e desigual estado. Desigualdade, algo que nunca suportou. Em sua cabeça, milhares de pessoas o seguiam, inovando e transformando uma série de injustiças. Incorporava o clima, debatia, ameaçava, gritava!

Para um ganhar, alguém tem que perder. Inaceitável condição capitalista, consolidando riqueza excessiva para uns e usando outros como forma de lucro. Suas desculpas não condizem! Direitos iguais, não é isso que eles dizem?

Quase vencendo a guerra, se lembrou que era hora de descansar. Sua imaginação se apagou quase que instantaneamente. Procurou algum lugar tranquilo e tentou dormir. Agora sim ele poderia sonhar sem ser visto como um louco.

Afinal, todos sonham, mas poucos são aqueles que buscam transformar o sonho em realidade.

Amanhã ele terá uma nova revolução para começar.

6 comentários:

Yasmin Silveira 23 de julho de 2010 02:18  

Adorei o texto.. da vontade de saber mais, de ler a continuação da história, com detalhes, como um romance literário.. bem bacana sem blog! Parabens!

http://orasbolotas.blogspot.com/

Love and Peace, or else... 23 de julho de 2010 06:20  

Classifico esse texto como... Perfeito! É verdade, os jovens são contrariados quando revelam seus sonhos e se impõem perante a esse mundo louco. Ótimo desfecho. Tenha um bom dia.

leticia'swords 23 de julho de 2010 08:46  

Muito bom, de verdade!
Estão faltando jovens como esse do texto, que lutam pelo que querem e buscam melhorar o mundo e realizar os sonhos. Está de parabéns :)

www.leticiaswords.blogspot.com

Danilo 13 de agosto de 2010 11:37  

franguinho!!!!!!
depois fala que não sabe escrever né?
muito bom o texto, escreve mais ...e posta!

milinha ♥ 14 de agosto de 2010 09:38  

Que texto lindo, bem escrito. :]
seguindo

www.filosofandoonline.com.br 16 de agosto de 2010 14:06  

Um pouco prolixo, mas muito bom; belo texto.

Postar um comentário

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
“A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade.”